sábado, 27 de outubro de 2012

0 DQVC - Desde que você chegou

Postado por Priscila de Oliveira às 19:01 0 comentários Links para esta postagem


Espatódea


Minha cor
Minha flor
Minha cara

Quarta estrela
Letras, três
Uma estrada

Não sei se o mundo é bom
Mas ele ficou melhor
Quando você chegou
E perguntou:
Tem lugar pra mim?

Espatódea
Gineceu
Cor de pólen

Sol do dia
Nuvem branca
Sem sardas

Não sei se o mundo é bom
Mas ele está melhor
Desde que você chegou
E explicou
O mundo pra mim

Não sei se esse mundo está são
Mas pro mundo que eu vim já não era
Meu mundo não teria razão
Se não fosse a Zoé

Espatódea
Gineceu
Cor de pólen

Sol do dia
Nuvem branca
Sem sardas

Não sei quanto o mundo é bom
Mas ele está melhor
Desde que você chegou
E explicou
O mundo pra mim

Não sei se esse mundo está são
Mas pro mundo que eu vim já não era
Meu mundo não teria razão
Se não fosse a Zoé

domingo, 16 de setembro de 2012

Postado por Priscila de Oliveira às 18:10 0 comentários Links para esta postagem
BOLO AMOR DE MÃE 

Ingredientes:
1 criança
1000 abraços
1000 caricias
1 dose de paciência

Diálogo qb
Brincadeira qb

Preparação:

Pegue a criança e brinque com ela a seu gosto e ao dela. Junte os beijinhos e os abraços adoçando tudo com muito carinho!

Misture uma dose de paciência com muita tolerância e ternura não esquecendo o diálogo.

Vai direto ao coração e espera-se que cresça de dia para dia.

Serve-se aos bocadinhos a toda a hora.

FAÇA ESTA RECEITA DUPLICAR, TRIPLICAR...






quarta-feira, 25 de julho de 2012

0 PMF - Para Minha Filha

Postado por Priscila de Oliveira às 18:50 0 comentários Links para esta postagem
''Escondes o nariz ao pé do meu coração,
  Ouves o pulsar dos anos que o meu corpo já carrega,
  Sentes a minha respiração pentear-te os cabelos,
  A minha voz que serenamente te envolve,
  Te sossega e te dá certezas de que "agora está tudo bem”.
  Nunca me imaginei no papel de mãe,
  Temendo sempre não ter vocação para tal...''




quinta-feira, 7 de junho de 2012

0 QETUF - Quando Eu Tiver Uma Filha

Postado por Priscila de Oliveira às 19:03 0 comentários Links para esta postagem
Quando eu tiver uma filha, vou ensinar a ela que príncipes encantados existem sim, 
mas não como nos livros e contos de fadas.
O verdadeiro príncipe encantado, na maioria das vezes, não tem um cavalo ou 
até mesmo um carro, mas isso não importa, ele vai até a sua casa a pé, só pra ver você. 
O príncipe encantado não precisa ter as melhores roupas ou roupas de gala pra ser um príncipe. 
Ele tem que tratar uma garota bem, com respeito, sem magoá-la. 
Vou ensinar a minha filha, que o príncipe deve ser gentil e tratá-la com carinho. 
Que o verdadeiro príncipe é fiel, não trai, não machuca o coração da princesa. 
Direi a ela, porém, que encontrar um príncipe é muito difícil,mas não é IMPOSSÍVEL!
E se ela perguntar se já conheci um príncipe, terei a felicidade de dizer que sim, 

e que ela pode ter orgulho em chamar o meu príncipe de PAI.



sábado, 17 de março de 2012

0 MTE - Mamãe te espera...

Postado por Priscila de Oliveira às 12:56 0 comentários Links para esta postagem
Procuro palavras, rabisco, frases inacabadas.
Vasculho sentimentos meus nesta confusão que encontro dentro do meu coração.
Tento falar para o mundo mas sons vindos da alma não conseguem romper a barreira do espanto.
Esse é o instante que me devolvo a voce.
Que me envolvo em sua luz e que passo a ser o brilho que vem de você.
Esse é o momento da voz que emudece, do corpo que para, das mãos que se quedam.
É chegada a hora da celebração da alma.
E é assim que meus olhos percebem na quase escuridão desse dia que amanhece, 
uma pequenina estrela, por pouco não mais que um pontinho brilhante, 
balançando solto no espaço.
E vai clareando meu corpo.
De azul e rosa colore meus sonhos.
E de dourado tinge meu caminho como um sol na preguiça do amanhecer.
E as frases perdidas se encontram na porta do coração, 
sentimentos confusos se ajeitam dentro da alma.
As mãos, inda há pouco paradas, tremulam suavemente. 
O corpo, como um sopro, se curva a esse instante tão belo, tão raro.
E a voz, por tanto tempo calada, timidamente ensaia uma canção de ninar.

Related Posts with Thumbnails